Analisamos o estudo realizado pelo Stack Overflow neste ano e fizemos um resumo com os pontos mais interessantes sobre os profissionais de desenvolvimento.

Anualmente, o Stack Overflow publica um estudo sobre os aspectos demográficos, tecnologias preferidas, experiência na área e diversas outras características do perfil dos desenvolvedores. Com participantes do mundo todo, o estudo realizado em 2019 recebeu quase 90 mil respostas, sendo considerado a maior pesquisa de desenvolvedores do mercado.

Criado por Jeff Atwood e Joel Spolsky em 2008, o Stack Overflow é um site com conteúdo voltado para programadores, desenvolvedores e entusiastas de tecnologia da informação. Por meio de fóruns, a plataforma é referência quando se trata do assunto; um lugar que você poderá encontrar as melhores respostas para possíveis dúvidas.

O estudo divulgado pelo site traz uma compreensão mais profunda sobre o mercado e a carreira para estudantes, profissionais de tecnologia e também para as empresas que precisam contratar estes profissionais.

Linguagem

Alguns levantamentos sobre as linguagens mais utilizadas, desejadas e temidas pelos desenvolvedores são importantes para os interessados no assunto. Por exemplo, pelo 4º ano a linguagem Rust aparece no topo das preferidas pelos desenvolvedores (83%). Já Python, em segundo lugar, é a linguagem de programação que cresce mais rapidamente comparada às outras (73,1%). Ocupando a segunda colocação ao lado do Python, aparece a TypeScript, também com 73,1% dos votos.

Quando falamos sobre as linguagens mais desejadas, Python aparece novamente no topo do ranking, mas dessa vez ocupando o 1º lugar. Em seguida aparece a linguagem JavaScript (1º lugar no ranking em 2018), e a Go, TypeScript e Kotlin na sequência. Os participantes da pesquisa também responderam sobre as linguagens de programação mais “temidas” por eles: nos primeiros lugares ficaram VBA (75,2%) e Objective–C (68,7%).

Desenvolvedores pelo mundo

Como falamos anteriormente, com aproximadamente 90 mil participantes de todo o mundo, o estudo apresentou alguns dados interessantes sobre os desenvolvedores de acordo com seu país. Enquanto a China tem os desenvolvedores com perfil mais otimista, os franceses e alemães aparecem como os mais pessimistas em relação ao futuro.

Da totalidade de profissionais e entusiastas da área, o Brasil detém somente 2,2% enquanto os Estados Unidos concentram 23,64% dos desenvolvedores do mundo. A idade média do desenvolvedor brasileiro é de 28 anos, segundo aponta o estudo.

91,7% dos respondentes da pesquisa são homens. Porém, nos EUA, o número de mulheres desenvolvedoras aumentou de 9% em 2018 para 11% neste ano.

Mercado de trabalho

Com a pesquisa desenvolvida pelo Stack Overflow, foi possível ainda analisar alguns dados sobre as especialidades dos desenvolvedores, possibilitando a compreensão do atual cenário profissional. Em suas respostas, 51,9% disseram ser desenvolvedores full-stack, 50% se classificaram como especialistas em back-end, 32,8% em front-end, e apenas 18,1% se denominaram desenvolvedores mobile. A partir desses números é possível observar a falta de profissionais específicos, o que pode ser uma oportunidade para aqueles que pretendem entrar no mercado.

Dos entrevistados, 49,1% disseram ter formação acadêmica básica e 25,4% possuem especialização e curso de pós-graduação. Sobre o tempo de trabalho, um número bastante expressivo aparece no estudo: 80,2% dos desenvolvedores codificam fora do local de trabalho e consideram a programação e o desenvolvimento também como um hobby.

Relação entre as tecnologias

O estudo apresentou ainda um gráfico com os relacionamentos entre as tecnologias, que reproduzimos acima. Por exemplo, podemos ver um agrupamento de desenvolvimento web na esquerda (com JavaScript, HTML/CSS, TypeScript, e React.js) conectado via SQL à tecnologias Microsoft (C#, Visual Studio, e .NET Core). Também podemos observar um agrupamento de tecnologias na parte superior com Docker, AWS e PostgreSQL conectado a um ecossistema Python via Linux.

Curiosidades

Confira alguns dados da pesquisa que destacamos:

  • Mais da metade dos desenvolvedores escreveram sua primeira linha de código aos 16 anos de idade;
  • 86,6% dos participantes aprenderam sozinhos uma nova linguagem, estrutura ou ferramenta; (sem cursos formais)
  • Os sistemas mais usados são o Linux (1º) e Windows (2º);
  • As redes sociais mais populares entre os desenvolvedores são Reddit, Youtube, WhatsApp, Facebook e Twitter (nessa ordem).

Você pode acessar o estudo completo realizado pelo Stack Overflow para conferir todos os gráficos e conhecer mais sobre o perfil desse profissional que é cada vez mais valorizado no mercado.