A Direct Digital analisou as tendências tecnológicas apontadas pelo Gartner para 2019 e trouxe as mais interessantes para você. Entre elas estão Privacidade Digital e Inteligência Artificial.

Em meio à tantas novidades e avanços tecnológicos difundidos nos últimos anos, você já se perguntou quais serão as apostas para 2019? 

Em Simpósio recente do Gartner, o vice-presidente da consultoria David Cearley, falou sobre as tecnologias que serão destaque neste ano. Segundo ele, “inteligência artificial(na forma de coisas automatizadas e inteligência aumentada) está sendo usada junto com IoT e computação de borda (edge computing) para entregar espaços inteligentes altamente integrados.” Cearley destaca que esta combinação de múltiplas tendências se unindo para produzir novas oportunidades e gerar novas rupturas é a marca registrada das tendências do Gartner para este ano.

Além de conexão, o futuro nos promete mais produtividade e otimização de tempo, utilizando a inteligência e a tecnologia como meio condutor. 

Confira as tendências que destacamos a seguir:

Coisas Autônomas

Coisas autônomas, como sugere o nome, são recursos tecnológicos que não necessitam de controle humano para seu funcionamento. Podemos considerá-la como tecnologia emergente, que vem se desenvolvendo e se aperfeiçoando constantemente com o propósito de reduzir falhas que possam afetar negativamente a sociedade. O estudo destaca os seguintes exemplos:

  • Veículos autônomos, como os testados por empresas de tecnologia como Uber e Google e também por grandes montadoras como Volvo, BMW, Ford e Land Rover;
  • Drones como os da Shell, para inspecionar locais de difícil acesso;
  • Barcos autônomos (roboats), como os utilizados nos canais de Amsterdã para transportar pessoas e cargas, já que a capital holandesa tem quase um quarto de sua área coberta por água.

Com Inteligência Artificial, os objetos autônomos conseguem realizar tarefas e interagir com seres humanos de maneira automatizada e precisa. 

Experiências Imersivas

Sobre experiência imersiva, Caerley disse que “com o tempo, passaremos do pensamento sobre dispositivos individuais e tecnologias de interface de usuário(UI) fragmentadas para uma experiência multicanal e multimodal”. Com auxílio da Realidade Aumentada e da Realidade Virtual, as ferramentas desenvolvidas para comunicação entre pessoas se tornarão mais interativas, oferecendo uma experiência mais tecnológica ao usuário. 

Privacidade e Ética Digital

A privacidade e ética digital foram bastante discutidas no último ano. A sociedade está cada vez mais preocupada com o que as empresas – públicas e privadas – podem fazer com os dados disponíveis na internet. Inspirada pela GDPRna Europa, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) foi sancionada em 2018, e as empresas brasileiras têm até agosto de 2020 para se adequar as exigências da nova lei.

Como o Gartner destaca, as empresas que negligenciarem essas diretrizes ficarão para trás e perderão a confiança dos consumidores.

Analytics Aumentado

Segundo Cearley, não se trata de substituir pessoas pela Inteligência Artificial, mas sim utilizar a tecnologia para expandir as capacidades humanas.

O Analytics Aumentado concentra-se em uma área específica de inteligência aumentada, usando o machine learning para transformar o modo como o conteúdo analítico é desenvolvido, consumido e compartilhado, de modo que usuários finais poderão extrair informações preditivas e prescritivas.

A análise aumentada automatiza o processo de preparação de dados, geração e visualização de insights, eliminando a necessidade de cientistas de dados profissionais em algumas situações.

Desenvolvimento orientado por Inteligência Artificial

Recursos e soluções orientados por Inteligência Artificial estão em expansão: cientistas de dados e desenvolvedoresirão atuar cada vez mais em conjunto, promovendo aceleração nos processos de criação e desenvolvimento de projetos. Soluções movidas por AI deixaram de ser coadjuvantes para atuarem como protagonistas.

A Inteligência Artificial e a automação são grandes pilares das tendências tecnológicas apontadas pelo Gartner. Além das empresas de tecnologia, empresas de outros segmentos devem estar atentas à essas evoluções se quiserem se manter competitivas. 

Confira o estudo completo de tendências em tecnologia acessando o canal do Gartner no youtube.